sábado, 6 de março de 2010

Estrangeiros ficam com 82% da oferta de ações da Multiplus

Ação saiu ao preço de R$ 16, abaixo do piso da faixa indicativa inicial, que variava entre R$ 18 e R$ 24



SÃO PAULO - A Multiplus, empresa controlada pela TAM e gestora de programas de fidelidade da companhia aérea e de parceiros, teve a maior parte das ações de sua oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) comprada por estrangeiros. Esses investidores ficaram com 82,12% da oferta, ou seja, cerca de 35,5 milhões de um total de 43,274 milhões de ações ordinárias. A quantidade inclui operações de hedge no exterior feitas pelo Credit Suisse, um dos 69 adquirentes dessa classe
de investidores e também coordenador da oferta, ao lado do líder, BTG Pactual.


A ação saiu ao preço de R$ 16, abaixo do piso da faixa indicativa inicial, que variava entre R$ 18 e R$ 24. Além do lote principal, de 39,340 milhões de ações, foi exercido lote suplementar de 10%, com mais 3,934 milhões de ações, resultando no valor final de R$ 692,384 milhões.


Também participaram da oferta 124 pessoas jurídicas, com 5.831.864 ações (13,48%), 1,167 mil pessoas físicas, com 1.724.556 papéis (3,99%), além de 24 clubes de investimento (63.448), um fundo de investimento (44 mil ações), duas entidades de previdência privada (7.457) e uma instituição financeira (66 mil ações). O BTG Pactual realizou atividade de
estabilização, com a compra e venda de 537 mil ações.
Fonte: Estadão

Nenhum comentário:

Postar um comentário